Uma reunião do Grupo de Trabalho (GT) Comunicação, nesta quarta-feira (4), no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), discutirá a minuta de uma Diretriz Nacional de Comunicação da Justiça Eleitoral a ser implementada visando às Eleições Municipais de 2020. A elaboração do documento foi um dos temas dos debates do Encontro Nacional de Comunicação da Justiça Eleitoral, realizado nos dias 10 e 11 de outubro, na sede do Tribunal, em Brasília.

Para a coordenadora do GT e assessora-chefe de Comunicação do TSE, Ana Cristina Rosa, a formalização de diretrizes irá permitir a integração das ações das áreas de Comunicação da Justiça Eleitoral de maneira continuada, o que contribuirá para assegurar ainda mais transparência e qualidade ao conteúdo informativo.

“Aprendemos com o pleito de 2018 que a ação coordenada de toda a Justiça Eleitoral é muito importante para o combate à disseminação de informações falsas, que são muito comuns em períodos eleitorais. Ao estabelecermos uma Diretriz Nacional de Comunicação esperamos facilitar a sintonia das ações do TSE e dos Regionais”, disse a assessora-chefe.

GT Comunicação

Instituído pela Portaria TSE nº 316/2019, o GT Comunicação tem como missão realizar estudos relativos ao planejamento das ações de Comunicação para as Eleições Municipais de 2020. Para isso, o grupo vem mapeando as ações atualmente existentes relativas à comunicação em todas as fases do processo eleitoral, visando ao aprimoramento dos procedimentos.

O GT é composto por servidores das Assessorias de Comunicação (Ascom), Gestão Eleitoral (Agel) e Gestão Estratégica e Socioambiental (Ages) e da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do TSE, além de representantes dos TREs do Pará, Bahia, São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina e Distrito Federal, como titulares; e de Rondônia, Maranhão, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e Goiás, como suplentes.

Fonte: TSE