Durante a sessão plenária do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desta terça-feira (19), o ministro Og Fernandes manifestou pesar pelo falecimento, aos 99 anos, do primeiro presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Evandro Gueiros Leite, que já ocupou a vaga de ministro da Corte Eleitoral no ano de 1983, tendo também sido corregedor-geral da Justiça Eleitoral. Gueiros Leite deixa a esposa, Luci Gueiros Leite, e o filho, Gustavo Alberto Gueiros Leite.

Em sua fala, o ministro Og lembrou que Evandro Gueiros Leite foi fundamental na construção do modelo dos Tribunais Regionais Federais hoje existentes. “Ele teve uma participação muito ativa na constituinte de 1988, e dela saiu com o encargo — pelo fato histórico de ter sido o primeiro presidente do STJ — de construir uma alternativa para a implantação dos cinco tribunais regionais federais. Quando se aposentou, o ministro tinha o hábito de pernambucano de plantar cajueiros e mangueiras, e hoje ele colhe a nossa saudade”, disse.

A presidente do TSE, ministra Rosa Weber, endossou a mensagem em nome da Corte Eleitoral, expressando as devidas condolências à família enlutada.

Carreira

Nascido em Canhotinho (PE), no dia 7 de novembro de 1920, Gueiros Leite se formou na Faculdade de Direito do Recife e atuou como advogado de 1947 a 1967, ano em que tomou posse como juiz federal na Seção Judiciária do Rio de Janeiro.

Em 1977, foi nomeado ministro do Tribunal Federal de Recursos (TFR), cargo que ocupou até a extinção do tribunal na reforma produzida pela Constituinte, que criou o STJ e os cinco Tribunais Regionais Federais.

Fonte: TSE